O elemento Água

10418161_663211290438044_4046175320369390481_n

Por Sandra Perin – astróloga

Edição: Samanta Costa

A água é considerada um símbolo sagrado na maioria das religiões. Elemento da natureza apontado como o princípio de todas as coisas ela representa a purificação, a regeneração, a profundeza e o infinito.
A água possui um misticismo que envolve quase todas as crenças. Em quase todos os rituais religiosos este elemento está presente, geralmente acomodado em receptáculos como taças ou, quando as cerimônias são realizadas em campo aberto, ou seja, na natureza, esse elemento é representado por um rio, lago ou mar.
Na religião Wicca a água é tida como um dos símbolos da grande Deusa, assim como o cálice e o caldeirão. Na alquimia esse elemento é representado pelo triângulo com a ponta voltada para baixo.
Em quase todas as culturas a água aparece como símbolo da força feminina e da emoção, associada à fertilidade e à vida. No aspecto negativo, a água simboliza a destruição.
Na tipologia de Jung o Elemento Água corresponde à função Sentimento e simboliza o mundo do inconsciente: o mundo da memória e dos abismos emocionais interiores; o mundo da nossa subjetividade, das torrentes de sentimentos que trazemos e nosso íntimo e nos assolam, das reações inconscientes e condicionadas às experiências que a vida nos traz. Assim, fazer a descida ao reino mais obscuro e sombrio da natureza humana é um processo muito importante para o autoconhecimento.

A Água na Astrologia

Na Astrologia, os signos de Câncer, Escorpião e Peixes pertencem ao elemento Água.
O elemento água traz a sensibilidade, a emotividade e a empatia para compreender instintivamente as necessidades emocionais dos outros e as correntes emocionais sutis, que existem em cada ambiente. É nele que ficam arquivadas todas as memórias carregadas de sentimento. A Água é tudo o que em nós “sente”.
A Água, enquanto elemento, está muito distante do mundo da razão, por isso os signos de Água serem, todos eles, irracionais porém profundos.

Os Elementais da água
Elemental é o nome esotérico dado aos espíritos existentes na natureza, também conhecidos como seres mitológicos. Dentre os elementais da água que, segundo a crença pagã, seriam capazes de controlar o elemento água e o representar, estão as ondinas, sereias, a hidra e o hipocampo.

O elemento ar

Por Sandra Perin – astróloga

Imagem

Olá queridas leitoras! Que tal aprender mais sobre cada um dos elementos e como podemos aproveitar sua força para entrar em sintonia com o universo?

O elemento que iremos apresentar hoje é o Ar.

O elemento Ar traz o pensamento racional, a intelectualidade e a sociabilidade. Esse elemento da natureza também simboliza a instabilidade, a mutação constante e o movimento. Representa a força masculina, está relacionado ao pensamento e à comunicação.

Mas é preciso ter cautela pois “O pensamento tanto pode te defender, como pode te matar…”

O Ar representa o mundo do pensamento, do intelecto, da razão e simboliza o mundo das ideias e das palavras. Do lado positivo é extremamente simpático, totalmente adaptável e social e tem muito “jogo de cintura”, agora, do lado negativo não é prático e não tem direcionamento.

Astrologicamente dizendo, o Ar é também um elemento positivo e masculino, cuja função é estimular as trocas com o meio ambiente, a comunicação e a expressão. Os signos de ar são os mais sociáveis e tem a habilidade para se afastar da experiência mais concreta, o que lhes dá a visão de perspectiva sobre o mundo e as pessoas. São por isso ótimos companheiros e amigos. Necessitam partilhar as experiências da vida e são ávidos por todo estímulo intelectual ou cultural, adaptando-se rapidamente as novas situações.

A nível pessoal raramente demonstram seus sentimentos mais íntimos, são vistos como pessoas frias ou indiferentes, que racionalizam seus sentimentos e não gostam de excessos emocionais. Precisam entender e questionar tudo, esquivam-se de formas de pensamentos toscas, ou primitivas.

Na vida social e profissional, os tipos aéreos são atraídos por atividades na área da comunicação, pois são versáteis, curiosos e originais. Sua grande identificação é com a informação rápida. Essas características lhe possibilitam uma eterna jovialidade.

Dentre todos os elementos o Ar é o mais civilizado. Curiosamente são os únicos cujos símbolos gráficos não são representados por animais e sim por figuras humanas, ou objetos criados pela mão humana. O elemento ar é a ponte entre a matéria e o espírito. E este elemento confere aos signos de Gêmeos, Libra e Aquário habilidades nas esferas das ideias, fala, comunicação, capacidade intelectual, inteligência, entendimento de conceitos abstratos etc.

O excesso do elemento Ar confere ao nativo muitas ideias, comunicação estimulada, mas pouca ação. Relaxe mais seu lado racional e estimule mais as energias interiores.

A falta de ar implica em faculdades mentais e sensoriais prejudiciais, e as emoções prevalecendo. Confere solidão, falta de liberdade, sempre quer ficar sozinho e não conversa muito. Pode provocar falta de ar e bronquite.

As representações simbólicas desse elemento são: o ar, os silfos, as fúrias, os furacões, o assopro, as espadas, a primavera, a cor amarela.

Prática de conexão com o elemento Ar

Para ampliar a capacidade de raciocínio e eloquência acenda um incenso para os silfos, senhores do ar, pois, estes ajudam a desenvolver os pensamentos.

A MULHER E OS QUATRO ELEMENTOS

Por Rose de Almeida

Imagem

Terra, fogo, água e ar. Os quatro elementos da natureza, vislumbrados a partir da astrologia, foram tema do encontro da Escola da Mulher neste mês de maio, que contou com a presença da astróloga Sandra Perin.

Descobrir a essência feminina, valorizar seus atributos e entender como a força dos elementos atua sobre nossas vidas é vital para exercermos todo nosso potencial e vibrar na mesma frequência do universo.

Muitas pessoas podem passar uma vida inteira sem um conhecimento mais profundo sobre si mesma, contudo, a riqueza da vida está em ir se aprofundando na descoberta dos próprios limites, das capacidades inerentes e exclusivas de cada pessoa e em como compartilhar as virtudes para contribuirmos com um mundo melhor.

Se da Terra podemos tirar a segurança, a credibilidade e estruturar nossos sonhos, da água podemos aproveitar a flexibilidade, a pureza e o equilíbrio. Enquanto o ar nos embala com leveza e suavidade, o fogo nos instiga, nos move e dá a energia da sedução e da disposição para viver intensamente.

Por outro lado, negligenciar a força e o poder dos quatro elementos pode tornar a vida um pouco mais difícil e distanciar nosso bem-estar daquilo que buscamos e merecemos.

Hoje na internet é possível se informar melhor sobre qualquer assunto, contudo, é na vivência que os ensinamentos são apreendidos por nossa alma e guardados em nosso coração. Na Escola da Mulher buscamos estimular, proporcionar e viver a experiência de distintos conhecimentos, como uma magia que se perpetua entre seus iniciados e que é transmitido de geração em geração, de mulher pra mulher.

Venha compartilhar conosco!

400 seguidores no Face!

E então a Escola da Mulher chegou aos 400 seguidores! Obrigada pelo apoio e carinho virtual.

Venha comemorar presencialmente conosco nos eventos da Escola da Mulher e ganhe um desconto especial.

Curta e compartilhe nossa fanpage https://www.facebook.com/EscoladaMulher

Agora, rumo às 500 curtidas!

Gratidão.

10268663_628576640568176_8155571584256659689_n

 

As Sete Expressões Sagradas da mulher

Por Samanta Costa

Muito tem se falado, se estudado e se discutido sobre os Chakras. Esse tema faz parte de conhecimentos relacionados ao Yoga, ao Tantra, ao Reiki, à medicina alternativa entre outros. Os Chakras são como “centros de energia” que estão localizados em nosso corpo sutil. Eles estão distribuídos ao longo da região da base da coluna até o topo da cabeça. Atualmente, é possível encontrar muitas informações sobre eles na internet, em livros, em cursos, em vídeos etc.

No entanto, dentro dos ensinamentos sobre o Feminino, os Chakras representam as Sete Expressões Sagradas da mulher. Eles constituem uma espécie de caminho de desenvolvimento porque estão relacionados a partes do corpo, da psique e da vida de todas nós.

Veja o esquema a seguir. Os Chakras são representados por sete cores. Cada um deles possui um nome, uma cor, está relacionado com uma parte do corpo e representa uma esfera da vida.

Woman in lotus position with the seven chakras 20110228-5(41).jpg

 

Sahasrara Chakra – Espiritual

Ajna Chakra - Mental

Vishuda Chakra – Criativo

Anahata Chakra – Afetivo

Manipura Chakra – Financeiro

Swadhisthana Chakra – Sexual

Muladhara Chakra- Físico

 

 

Assim, desbloquear cada um desses canais, ativar cada centro de energia e se desenvolver em cada esfera da vida relacionada a eles é uma das deliciosas atividades de desenvolvimento propostas a nossas alunas e faz parte do Caminho de Desenvolvimento da Mulher. Ao aceitar, desenvolver e vivenciar essas energias, elevando-as para um propósito elevado, podemos atingir a plenitude!

Por hoje ficamos por aqui. Ao longo da semana, iremos postar informações mais detalhadas sobre cada um dos Chakras e sobre como abrir, expressar e cultivar suas energias.

Até logo!!!

Dica da Semana – Os Chakras Sete níveis de desenvolvimento

Os chakras representam os Sete Níveis de Desenvolvimento da mulher.

Para relembrar do nosso encontro e motivar nosso aprendizado, vejam o infográfico e o vídeo sobre os chakras, esses poderosos pontos de luz e energia! 

 

chakras
Sahashara: está relacionado com o nível transcendental / transpessoal ou espiritual.
Ajna: está relacionado com o nível mental / intelectual.
Vishuda: está relacionado com a criatividade em todos os setores da vida (intelectual, artístico, moral ou espiritual).
Anahata: está relacionado com o nível afetivo.
Manipura: está relacionado com o nível financeiro.
Svadhisthana: está relacionado com o nível instintivo / sexual.
Muladhara: está relacionado com o nível físico.

Ciclo de Desenvolvimento Feminino de 2014 – Novas datas

Amadas mulheres,

Os próximos encontros da Escola da Mulher vêm com muita energia e boas práticas. Além disso, fizemos algumas mudanças nas datas. Nossa nova agenda ficou assim:

Apres ciclo 2014

 

Então para que você possa trilhar esse maravilhoso caminho de desenvolvimento, garanta já o seu lugar no próximo encontro. Lembre-se que estaremos mais uma vez juntas, evocando nossa egrégora e nossa força feminina que nos faz seguir em frente!

Para se inscrever fale com Cristina, telefone (11 – 99631-0340) ou mande um email para (crisguima@uol.com.br).

PS: Quem nāo participou do módulo anterior, por favor entrar em contato com Cristina, por telefone ou e-mail para verificaçāo de conhecimento do assunto ou reposiçāo do módulo.

Esperamos vocês!!!